amamentar é inato!?

Há quem diga que sim, há quem diga que não.

A quem diz que sim e que se manifesta contra as consultas de amamentação ou apoio às mães que amamentam….

Digam àquelas mães que acompanhamos que amamentar é inato, àquelas com gretas e com medo de pôr o bebé na mama, àquelas que choram horrores com feridas em carne viva e mastites.

Digam que é inato àquelas mães que não tem apoio nem ninguém na família que amamentou e que a cada passo, na família, no café ou no centro de saúde empurram para o leite artificial.

Digam que é inato a todas as mulheres que sentem dor de cada vez que se fala em amamentação e que não conseguiram por falta daquele pequeno apoio. àquelas que se sentem atacadas por cada post de incentivo a amamentação.

Digam que é inato…. pois… mas há quem precise de ajuda, e há quem estude para poder ajudar!

E por continuar a haver a maternidade cor-de-rosa em que tudo é fantástico e maravilhoso, em que não se fala das dores, dos problemas, da solidão, e de tudo ao contrário que depois há baby blues, e depressões. E as mulheres se sentem um lixo, e não dizem nada a ninguém e se vão afundando… devagarinho num poço…

Pois há ajuda, para quem a amamentação não é assim tão simples: há CAM (conselheiras em aleitamento materno), AL (assessoras de lactação), IBCLC (International Board Certified Lactation Consultant).

Há serviços pagos e gratuitos, presencial e online, por todo o país.

Cam’s de Portugal / Rede Amamenta / Trapos e Mamãs /
SOS Amamentação / Dezenas de pessoas “sozinhas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *